quinta-feira, 22 de novembro de 2007

O Tempo


O tempo acaba o ano, o mês e a hora

O tempo acaba o ano, o mês e a hora,

A força, a arte, a manha, a fortaleza;
O tempo acaba a fama e a riqueza,
O tempo o mesmo tempo de si chora;

O tempo busca e acaba o onde mora
Qualquer ingratidão, qualquer dureza;
Mas não pode acabar minha tristeza,
Enquanto não quiserdes vós, Senhora.

O tempo o claro dia torna escuro
E o mais ledo prazer em choro triste;
O tempo, a tempestade em grão bonança.

Mas de abrandar o tempo estou seguro
O peito de diamante, onde consiste
A pena e o prazer desta esperança.


Luís de Camões

16 comentários:

papagueno disse...

É preciso tempo para o tempo. Um bom soneto de Camões agora que estamos quase a chegar ao fim do ano.
beijos

avelaneiraflorida disse...

Querida Fátima,

Escolha LINDA!!!!!!
O TEMPO...na voz de Camões ganha uma dimensão que ultrapassa todos e tudo!!!!!
Ainda nos dá forças para o "enfrentar" no nosso apressado dia a dia!!!!!
"BRIGADOS"!!!!!
BJKS, AMIGA!!!!!

Crítica e denúncia disse...

Charmosa amiga, é sempre um prazer vir te ler e sentir tua sensibilidade; ler camões é viajar na cultura por ângulos que eu ainda não coneço; pena pois a vida passa e deixamos de fazer tantas coisas que acumulam sabe...ler Camões foi uma destas coisas que imaginei sem realizar.
Grande abraço
Alda

amigona avó e a neta princesa disse...

O tempo- comanda a nossa vida!Beijo amiga...

Vieira Calado disse...

Creio que a última (e primeira vez) que li este belo soneto, foi há uns 50 anos.
Obrigado.

andre wernner disse...

Fátima,
Dá gosto de beber nessa fonte inspirada e de sabedoria ímpar!
E, pôr certo, o tempo é o nosso maior aliado
e também na hora derradeira, estará vigilante e
ai de nós que passamos sem nada produzir,
sem nada de inspirado deixar,
como se aqui estivéssemos
matando o próprio tempo!
Abs

João de Sousa disse...

Camões grande sedutor, inabalável!

Fernanda e Poemas disse...

Olá Fátima, passei para desejar-te um bom fim de semana.
Beijinhos,
Fernandinha

Miguel disse...

O Tempo ...!
Essa variavel incontornavel ...!

Um BOM FDS!
Bjks da M&M & Cª!

Oliver Pickwick disse...

Querida Fátima, com o tamanho do seu coração, e a intensidade da sua delicadeza, se tivesse sogra, seria tratada com o carinho de filha.
Um beijo, a aproveite a semana!

p.s.: cuidado com os filmes ruins!

Gui disse...

E Camões bem sabia aquilo de que o tempo é capaz. Um beijo

O Profeta disse...

Sabias minha querida e estimada amiga que o tempo é apenas um conceito terreno...


Boa semana


Mágico beijo

Sailing disse...

Poeta imortal que deixa seus encantos em textos que o tempo nunca apaga...

Parabens

O Sibarita disse...

Oi Fatima! O que posso dizer da poesia de Camões? Ela por si só se fala, demais!

Oi desculpe a demora em vir aqui, eu estava em viagem de trabalho.

bjs
O Sibarita

SILÊNCIO CULPADO disse...

Os sonetos de Camões são únicos e maravilhosos. É que Camões conhecia os sinais dos tempos e das mudanças, a natureza do amor e o esquecimento dos homens mas nunca perdia a esperança. Acreditava sempre.
Obrigada por este belo poema.
Hoje tenho um post no Notas Soltas & Ideias Tontas (http://notassoltasideiastontas.blogspot.com) em que fiz um apanhado de dados oficiais sobre os "cancros" que o país padece e que mostram, de forma nua e crua, as realidades com que nos confrontamos.
Se tiveres um pouquito de tempo gostaria de ouvir a tua opinião sobre temas tão gritantes quanto aqueles.

Oliver Pickwick disse...

Ei, garota! Nada de novo para ler, hein? Pelo visto deve está cuidando dos preparativos para o Natal.
Volto depois.
Um beijo, e tenha o melhor fim de semana!